O CONHECIMENTO DOCENTE E A ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA: UM OLHAR EM DOCUMENTO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

  • Guilherme Hammarstrom Dobler
  • Marciele Dias Cabeleira
  • Vídica Bianchi
  • Maria Cristina Pansera de Araújo
Palavras-chave: Democratização, Ensino, Pesquisa, Extensão

Resumo

O processo de alfabetização para a escrita e a leitura
das palavras no Ensino de Ciências da Natureza tem como
função principal a formação de um cidadão cientificamente
alfabetizado. Nesse viés, a alfabetização científica, no Brasil e
no mundo, tem sofrido os reflexos do processo de globalização,
assim os programas de formação de professores no ensino
superior precisam estar atentos a estas influências, para tal, os
PPCs, devem ser elaborados de forma que atenda estas novas
demandas. Este trabalho teve por objetivo identificar temática
que consideramos impulsionadoras da alfabetização científica
e que possibilitem uma inserção ampla nas esferas críticas
e que englobe os saberes adequados requeridos no mundo
globalizado. Foi possível destacar no PPC analisado, quatro
temáticas impulsionadoras da alfabetização científica: Saberes
docentes imbricados na mudança e na incerteza; os saberes
necessários a partir da teoria; metodologias inovadoras com vista
à alfabetização científica e interação de saberes explícitos que
potencializam a educação superior.

Biografia do Autor

Guilherme Hammarstrom Dobler

Mestre em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul.

Marciele Dias Cabeleira

Mestra em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do
Sul, bolsista capes

Vídica Bianchi

Doutora em Ecologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul(2005). Pesquisadora em Controle
Biológico, nos temas: biodiversidade, interações ecológicas, educação ambiental, formação de professores e
estudos de currículo na Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, professora na
Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Departamento de Ciências da Vida e no
Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências

Maria Cristina Pansera de Araújo

Doutora em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997), professora
titular da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Departamento de Ciências
da Vida e no Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciência.

Publicado
2020-05-13